::neurologite::

Tudo está distorcido do lado de dentro e do lado de fora. A alterada percepção faz com que eu tenha certeza de que as mulheres são anjos, perpetrando o castigo divino com seus sorrisos e suas mentes tão óbvias e inacessíveis. Estou bêbado. Sempre e completamente bêbado, ainda que eu não beba nada durante todo o dia e apenas trabalhe, ou finja trabalhar.
O que são os shopping centers? O que são as faculdades?
Alteração e mímica. Imitação de outro estado de espírito, quase religioso, muito falso e cínico. Um louco iluminado com muita certeza de onde se encontram as coisas do mundo, ainda que não procure por nenhuma delas e que ninguém nunca tenha me dito onde elas estão. Estou louco e não quero. Me tranco e observo e sou louco enquanto nada mais faz sentido no mundo. Quero construir casas com tijolos, mas só sei tropeçar em livros e letras de músicas muito mais belas e competentes que as minhas palavras disléxicas. O mundo é esse negócio aí, podre, congelado, grosseiro e eu não consigo conviver com ele. Sei lá porque, apenas não consigo. As coisas não irão mudar, isso é um recado pra toda e qualquer pessoa que precise ler esse recado: as coisas não irão mudar. Pense em sua situação, sua específica situação: você espera por algo, que uma luz apareça, que compre a carta certa, que um príncipe a resgate, ou que finalmente alguém se perca em suas florestas. Não, as coisas não irão mudar, são o que são. Fantasticamente estão todas elas em movimento, romanceadas, cheias de novos personagens. O céus, os anjos e deus regendo tudo, mandando que os anjos me sorriam e me aniquilem. Eu gostaria que alguém me respondesse, existe alguma função para algum de vocês no universo? Existe? Eu não conheço a minha função e desconfio que vocês estejam mentindo para mim. Mesmo ontem, quando descia até o esconderijo e as flores me observavam e apenas uma lembrança de rosto acompanhou a minha tristeza perene, eu tive certza: tudo é mentira, porque o sorriso daquela lembrança era perfeito e maravilhoso demais para que eu não me apaixonasse por ele – e vejam só! – eu não estou apaixonado. Estou triste e fui arrancado de minha razão. E não bebo, mas me encontro assim, observando a realidade se torcer.
O mundo perdeu há algum tempo o sentido exato do mundo perdeu há algum tempo o sentido exato do mundo do mundo perdido, completamente e grafado errado porque é disléxico e custa a se escrever e compor-se como realidade.
Vovô desenvolveu alzheimer precoce por culpa da bebida. Me contava sempre as mesmas histórias, repetidas vezes, quando um vizinho que o adorava, dava um jeito de lhe arranjar uma cerveja. Quando era criança ninguém o vencia numa briga.
A pessoa mais nervosa que conheceu em vida foi seu pai, o homem que depositou em suas mãos um pedaço de fumo de rolo quando descobriu que meu avô fumava. Fumar os cigarros das indústrias era mais que abandonar a virilidade. Abandonar-se a um vício, na visão do pai de meu avô, que eu apenas reconheço sem um rosto, numa história, era abrir mão da dignidade. Uma vez indignos, ao menos devemos proteger nossa virilidade. Vovô era uma pessoa muitas vezes indigna, por ter muitos vícios. Foi uma pessoa difícil para os outros, mas a mim era um avô e hoje é uma excelente figura para lembrar. Melhora a dislexia.